SEMANA DA PÁSCOA - DOMINGO

DOMINGO, 17 de Abril de 2011

Trago para vocês os passos de Jesus durante a semana que precedeu a Páscoa em Jerusalém. Essa é uma homenagem a Esu e ao nosso Criador, Cristo Miguel Aton, que nessa encarnação conjunta nos trouxeram os mais lindos ensinamentos baseados no Amor Incondicional, entre todos os nossos irmãos aqui na Terra.
Vou postar a cada dia dessa semana excertos do Livro de Urântia contento momentos da vida Jesus e os Apóstolos durante a semana da Páscoa em Jerusalém.
Retirei essa informação do Livro de Urântia que vocês podem ler aqui nesse link: AUB

Espero que gostem e aproveitem!
Com Amor
Lucia

O Livro de Urântia - Documento 172 (para lerem na íntegra)

A Entrada em Jerusalém


3. A Partida para Jerusalém

(1880.8) 172:3.2 Durante toda a manhã, Jesus pensou sobre a sua entrada em Jerusalém. Até esse momento, ele havia sempre tentado impedir toda aclamação pública para si, como Messias, mas agora era diferente; aproximava-se o fim da sua carreira na carne, a sua morte havia sido decretada pelo sinédrio e nenhum mal poderia advir por ele permitir aos seus discípulos dar livre expressão aos próprios sentimentos, exatamente como poderia ocorrer se ele tivesse escolhido fazer uma entrada formal e pública na cidade.

(1881.2) 172:3.4 Tendo decidido fazer uma entrada pública em Jerusalém, o Mestre viu-se frente à necessidade de escolher um método adequado de executar essa resolução. Jesus pensou sobre todas as muitas chamadas profecias messiânicas, as mais e as menos contraditórias, mas parecia haver apenas uma que seria apropriada para ele seguir. A maior parte dessas declarações proféticas retratava o rei como um filho e sucessor de Davi, um audaz e enérgico libertador temporal de todo o Israel, do jugo do domínio estrangeiro. Mas havia uma passagem nas escrituras, algumas vezes associada ao Messias por aqueles que se atinham mais ao conceito espiritual da sua missão; e Jesus considerou que poderia utilizar coerentemente essa passagem como uma orientação para a entrada que projetava fazer em Jerusalém. Essa escritura encontra-se em Zacarias, e afirma: “Regozijai-vos grandemente, ó filha de Sion, dai gritos, ó filha de Jerusalém. Contemplai, o vosso rei vem a vós. Ele é justo e traz a salvação. Ele vem como alguém humilde, montado em um asno, em um jumento, filho de uma asna”.

(1882.2) 172:3.9 Antes de partirem, os gêmeos Alfeus puseram os seus mantos no jumento e seguraram-no, enquanto o Mestre subia nele. À medida que a procissão movia-se para o topo do monte das Oliveiras, a multidão festiva jogava peças de roupa no chão e segurava os ramos das árvores próximas, para fazer um tapete de honra ao asno que trazia o Filho real, o Messias prometido. Enquanto a multidão feliz movia-se na direção de Jerusalém, todos começaram a cantar, ou a gritar em uníssono o salmo: “Hosana ao filho de Davi; abençoado é ele que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas. Abençoado seja o Reino que vem do céu”.

(1882.3) 172:3.10 Jesus mantinha-se alegre e jovial, durante o trajeto, até chegarem ao cume do monte das Oliveiras, de onde se tinha uma visão plena das torres do templo; e o Mestre deteve ali a procissão; e um grande silêncio apoderou-se de todos, quando o viram chorando. Baixando o olhar sobre a vasta multidão que vinha da cidade para saudá-lo, o Mestre, com muita emoção e com uma voz chorosa, disse: “Ó Jerusalém, se tivesses apenas sabido, tu também, ao menos neste teu dia, as coisas que pertencem à tua paz, e que tu poderias tão livremente ter tido! Mas agora essas glórias estão a ponto de serem ocultadas dos teus olhos. Tu estás a ponto de rejeitar o Filho da paz e dar as tuas costas ao evangelho da salvação. Em breve virão os dias em que os teus inimigos abrirão uma trincheira em torno de ti e te assediarão por todos os lados; e irão destruir-te por completo, de modo que não ficará pedra sobre pedra. Tudo isso acontecerá a ti porque tu não reconheceste o momento da tua visitação divina. Estás a ponto de rejeitar a dádiva de Deus; e todos os homens te rejeitarão”.

(1883.1) 172:3.15 Realmente não cabia atribuir um significado mais profundo a essa explosão superficial e espontânea de entusiasmo popular. Essas boas-vindas, embora tenham sido alegres e sinceras, não indicavam qualquer convicção verdadeira ou profunda nos corações dessa multidão festiva. Essas mesmas multidões ver-se- iam igualmente dispostas a rejeitar Jesus rapidamente, mais tarde, nessa mesma semana, quando o sinédrio tivesse tomado uma posição firme e decidida contra ele, e quando eles ficassem desiludidos — quando eles entendessem que Jesus não iria estabelecer o Reino de acordo com as expectativas nutridas durante tanto tempo por eles.
(1883.2) 172:3.16 Toda a cidade, contudo, via-s fortemente agitada, a um ponto em que todos perguntavam: “Quem é este homem?” E a multidão respondia: “Este é o profeta da Galiléia, Jesus de Nazaré”.




0 comentarios:

ASSISTA AQUI VÍDEOS IMPORTANTES

Para despertarmos para a realidade de quem somos, qual mundo vivemos e quem puxa as cordas dos marionetes que habitam a terra ....trago aqui alguns vídeos.
Estarei sempre adicionando algo novo para vocês...

Enjoy!

IGNIÇÃO DE JÚPITER

ALÉM DO CIDADÃO KANE

O CHAMADO - THE CALLING

QUEM É VOCÊ? - Escolha o idioma

MENSAGEM PARA A HUMANIDADE

MAPA DO BLOG

Arquivo do blog

PESQUISE O BLOG

CONTATO


nossajornadadeamor@gmail.com

AMIGOS DO BLOG

Real Time Analytics